L.L.L.L. abaixo de Parokhet

No nascimento trevas me cercaram
Vaguei perdido em busca de uma luz
Mas agora os olhos se fartaram
Imagem alguma me seduz

Sempre carente e dependente
Busquei achar da vida a equação
Mas tudo construído é decadente
O que vale guardar no coração?

Desejei encontrar amor que acalma
Família, mulheres, amizade
Mas só amas realmente se tua alma
Do outro já não tem necessidade

Contra o destino eu me rebelei:
Sou eu quem dito o rumo da minha vida!
Atingi tudo aquilo que sonhei
A liberdade agora é beco sem saída

Trevas, Morte, Devassidão e Destino
Estes são mais fáceis conquistar
Do que o tédio do equilíbrio pristino
Que agora é o que me resta suportar

Tudo sob o Sol é vaidade!
Há muito pouca coisa que importe
Só resta suportar com austeridade
Até o dia do encontro com a Morte

Esta minha querida velha amiga
Da qual em vão o tolo tenta se esconder
Em segredo no seu coração abriga
Força e Fogo para cada renascer

O que há além daqui é invisível
Vista humana não suporta olhar o Sol
Ainda assim eu o fito impassível
Vejamos o que sobra no crisol!

--

--

Um homem é o que faz de si mesmo dentro de seu destino herdado. Busco a cada dia fazer de mim alguém que possa acrescentar ao progresso da humanidade.

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
Frater F.

Frater F.

Um homem é o que faz de si mesmo dentro de seu destino herdado. Busco a cada dia fazer de mim alguém que possa acrescentar ao progresso da humanidade.